• R1 Moto Parts

Startup australiana oferece serviço que verifica 'saúde' do capacete.

Empresa tem como objetivo verificar se equipamento de segurança pode ser utilizado após queda sem dano aparente, mas ainda busca financiadores

O capacete é, como sabemos, um item de segurança essencial para todo motociclista e pode salvar vidas em caso de acidente. As fabricantes do equipamento de segurança, em geral, indicam a substituição do capacete em caso de acidente ou em alguma situação que o capacete seja derrubado.

Entretanto, como saber exatamente se um capacete ainda pode ser utilizado se não houver danos aparentes após uma das situações citadas acima? Essa é a dúvida uma startup australiana quer responder utilizando a tecnologia.


Embora algumas fabricantes ofereçam um serviço de análise do equipamento no exterior, outras não disponibilizam. É nesse contexto que surge a Helmet Doctors, startup australiana que promete analisar capacetes de todas as marcas para verificar o estado deles e se ainda podem ser utilizados.

Scott and Brayden Robinson, pai e filho, são os criadores da empresa e a ideia veio após um acidente sofrido por Brayden. Depois do incidente, a dupla resolveu verificar se o capacete ainda estava em bom estado e eles viram uma oportunidade de oferecer um serviço que examinasse a eficiência de capacetes e buscasse eventuais falhas invisíveis a olho nu.

Em conjunto com a Universidade de Queensland e uma empresa belga, Scott e Brayden desenvolveram um scanner a laser que verifica a integridade de capacetes e diz se os equipamentos ainda oferecem o nível de segurança adequado para os motociclistas.

Foto: Guilherme Veloso/Harley-Davidson do Brasil

A ideia é que motociclistas deixem o capacete objeto da avaliação em uma loja parceira da Helmet Doctors e o equipamento será avaliado. A expectativa é de que o serviço custe o equivalente a R$ 215. 

Para que o projeto siga em frente e ganhe vida de fato, porém, Scott e Brayden Robinson ainda buscam financiamento. A dupla já conseguiu boa parte do dinheiro, mas ainda está a procura do restante. Segundo a imprensa internacional, há uma fabricante de motocicletas interessada em estabelecer uma parceria com a startup, então o valor que ainda falta deve ser obtido com mais facilidade.


3 visualizações0 comentário